Publicado por: cidadedopensar | 18/09/2011

BelaNoite


Pra onde fomos?

Quase Perfeita... Noite !


Uma música. Um cenário. Algumas doses.
Sinceridade á tona.
Um beijo quase roubado. Síntese do encontro de almas afins.

Ao dançar sem som, o fluxo pensante deslumbra a lagoa dos sentimentos.Horas depois se curva ao rio sem peixes. Logo desemboca no pântano. Bairros, sensações ou impressões?

Apenas sensações literais provindas do Tupi e absorvidas das ruas cariocas.Híbridas observações de um “Platônico sentimento Homérico”. Artérias de concreto e cal que solidificam amores e paixões.

Primeiro reencontro: Peixes e maternidade. Segundo: entre paredes, telefones, elevadores, morada e mesa. Terceiro: Mesa e concreto. Quarto: Selva imperial. Quinto:  Vide Segundo parágrafo.

Do sexto á Diante, diante : dos olhos, das mãos, da carne, dos pelos, das palavras, canetas, coxas, almaços, amassos, almoços, laços, maços, maçãs, esquilos, limões, livros, texto, sesta, sexta, sexo, sentido ….. Avante !

Sensação Revigorante!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: