Publicado por: cidadedopensar | 27/11/2009

Amor Ruivo .


Amor não correspondido, mas jamais anunciado

Amor não correspondido, mas jamais anunciado

Quem inventou o coração ?
Sei que não fui .

Escreverei para tí sem me preocupar com regras literárias.
Você é maior que elas, e não precisa de rimas e métricas bem elaboradas.
Sou mais rasgar essa folha de papel com palavras mais ousadas.

Logo hoje, poucas horas atrás,você me rasgou, quebrou esse vagabundo,
conquistador barato,mas eficiente quanto um muro,
que divide um país, chamado submundo,
aquele do amor inventado, e não correspondido .

Nunca imaginei amar alguém em silêncio,
esta é a primeira vez. Confesso que gosto desta sensação .
mas sofro ao ver você com outro alguém.

Logo eu, um cara que aos 16 tem a arte da conquista,
Sem pudor ou timidez .

Talvez o significado do teu nome me afasta,
um pouco de medo ou covardia,
Já que demandas demais de ousadia .

Apesar de mesma idade que a minha, te sinto mais segura de sí e amadurecida .
É muito difícil te ver todos os dias .

Você para mim será pra sempre um amor não correspondido
que levarei pro resto da minha vida, presa em meu peito .

Dói . Maltrata-me com seu perfume, olhar claro e profundo,
Acompanhado de um sorriso doce,
em um belo rosto,  de pele lisa e macia,
Toda  branquinha e Ruiva, as vezes te imagino nua .

Tá, Já despí você com o olhar
mais vezes do que digo agora

É mais forte do que eu, não que eu seja tão fraco,você que é forte, apesar de pequena,
com um jeito de mulher em um corpo de menina,
e vice-versa .

Queria poder te tocar, com carinho, um pouco força
sem pudor ou polidez .

Te amar, beijá-la com vontade, respirar seu perfume de perto,
sentir o vento invisível, que sai da tua boca ao dizer meu nome.

Um dia quase não aguentei, por pouco não falei o que realmente queria,
e sim gata, desta vez fui covarde, tímido por natureza .

Quem sabe um dia poderei te amar novamente,
sim, novamente, pois o tempo passa, e nosso coração não sente.

só sei que hoje, acabei de te ver com um outro alguém,
amigo nosso, pseudo cantor, gente boa pra caralho,
mas não merece seu amor .

obs: Minha irmã tá de sacanagem, do quarto dela escuto uma música que está me maltratando . Piegas e brega, mas “2 Become 1” era o que eu queria para nós dois.

Ah, o amor e este meu coração vagabundo , que como o de mãe, absorve todas as mulheres do mundo !

Escrito por : “Cidade do Pensar”, em uma noite do século passado .

Obrigado antigo caderno .


Responses

  1. Nada como expressão. Nada como um pouco de poesia.

    Gostei do texto, Rafael, principalmente por causa da informalidade. Tem muito poetastro fresco por aí que ainda acha que “amiúde” enriquece alguma coisa. Não enriquece.

    E a arte é isso mesmo. Você pode exprimir tudo o que sente, tudo o que ama, tudo o que odeia. Basta que você tenha algo a dizer.

    Grande abraço!

    • E o mais interessante é que escrevi aos 16 anos … momento em que minha vida era uma insanidade total . Eu gosto de escrever sem pressão ou preocupação com regras. Procuro não cometer erros grosseiros de português e alinhar uma mínima rima . Obrigado pela leitura . Sinta-se a vontade aqui na Cidade !

  2. Olha belas palavras…!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: